Relatório Detalhado Quadrimestral de saúde é apresentado na ALEPE

O Secretário de Saúde de Pernambuco e Presidente do Conselho Estadual de Saúde de Pernambuco Andre Longo apresentou, nesta segunda-feira (12/08), o 1º Relatório Detalhado Quadrimestral de Saúde, em audiência pública na Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE). Compuseram a mesa, além do secretário de saúde, a Deputada Estadual Roberta Arraes, o Deputado Estadual Isaltino Nascimento, as/os Secretárias/os Executivas/os Humberto Antunes (Gestão Estratégica e Participativa), Ricarda Samara (Gestão do Trabalho e Educação na Saúde), Cristina Mota (Atenção à Saúde), Luciana Albuquerque (Vigilância em Saúde), Giliate Coelho (Regulação em Saúde), Adelino Neto (Administração e Finanças), e o Conselheiro Estadual de Saúde e coordenador da Comissão de Análise e Orçamento Euclides Monteiro.                        

O Secretário de Saúde expôs os dados financeiros do 1º quadrimestre., ressaltando a expansão do ano de 2011 para 2019 com o número da produção estadual do sistema único de saúde (SUS). “Nós temos um crescimento muito grande da produção Estadual, passando de 13 milhões para 23 milhões de procedimentos, enquanto observamos um recuo da produção da gestão municipal”, afirmou.

Foram destacados os investimentos em infraestrutura e na aquisição de equipamentos médico-hospitalares  no Hospital Regional Inácio de Sá (Salgueiro) e Hospital Regional Professor Agamenon Magalhães  (Serra Talhada), o mutirão de cirurgias eletivas no Hospital Regional Dom Malan (Petrolina) e ampliação da cobertura da atenção básica no Estado. Entre os indicadores de destaque, Pernambuco lidera no Norte-Nordeste como Centro de Transplantes em rim, coração, pâncreas e medula óssea.

Na área de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde, Pernambuco se sobressai no número de bolsas em residência médica e multiprofissional. “Este ano fizemos acolhimento de 1.350 residentes em saúde. Anualmente nós colocamos um número expressivo de profissionais em serviço, com bolsas pagas pelo Tesouro Estadual”, afirmou o Secretário. Além dos  investimentos em  qualificação de profissionais, formação técnica em Vigilância em Saúde e capacitação de profissionais de enfermagem em arboviroses.

Para o fortalecimento do SUS e das políticas de saúde, a organização e realização da 9ª Conferência Estadual de Saúde, realizada em maio de 2019, também esteve nos destaques da apresentação.

Para Euclides Monteiro (segmento usuário), o CES/PE tem desempenhado o seu papel de controle social, debatendo as políticas estaduais de saúde e defendendo os interesses da sociedade civil nas demandas de saúde, sendo um trabalho de relevância pública. Através da prerrogativa da Lei Complementar 141/2012, o Conselho de Saúde tem uma ação fundamental na apreciação e aprovação dos instrumentos de Gestão da Saúde, como Relatório Anual de Saúde (RAG), Plano Estadual de Saúde (PES) e do RDQ. Após a apresentação dos indicadores, o conselheiro destacou os avanços do Estado, mas enfatizou a necessidade de ampliação dos serviços e ações na área da Atenção Básica tanto do Estado quanto da União.

Ainda no ponto da Atenção Primária, o Conselheiro Felipe Pereira (segmento trabalhador), ressaltou o aumento número de casos em Tuberculose/Hanseníase e doenças negligenciadas.  Em resposta, o Secretario de Saúde informou que a ação de detecção e monitoramento é de responsabilidade dos municípios, mas o Estado, por meio do Programa Sanar, está desenvolvendo estratégias para os cinco principais municípios com dos casos de tuberculose.